Atlas da Violência 2018

Degase: Um eufemismo que não ameniza a realidade
1 de junho de 2018
Sistema de Informação em Saúde do Trabalhador: apoio à redução dos riscos inerentes à atividade policial – Palestra
18 de junho de 2018

Atlas da Violência 2018 - Ipea e Fórum Brasileiro de Segurança Pública

 

Em 2016, o Brasil alcançou a marca histórica de 62.517 homicídios, segundo informações do Ministério da Saúde (MS). Neste Atlas da Violência 2018, produzido pelo Ipea (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada) e pelo FBSP (Fórum Brasileiro de Segurança Pública), construímos e analisamos inúmeros indicadores para melhor compreender o processo de acentuada violência no país.

Os números de óbitos são contabilizados a partir da Classificação Internacional de Doenças (CID-10) como eventos que envolvem agressões e óbitos provocados por intervenção legal (códigos X85-Y09 e Y35-Y36).

A Classificação Internacional de Doenças é publicada pela OMS (Organização Mundial de Saúde) e padroniza a codificação de doenças e mortalidade por causas externas em todo o mundo desde 1893.

Os dados divulgados referem-se ao período de 2006 a 2016, considerando as informações mais recentes tabuladas pelo SIM (Sistema de Informações sobre Mortalidade) e divulgadas no site do DATASUS (Departamento de Informática do SUS).

Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada

 

Atlas da Violência 2018 / Daniel Cerqueira (coordenador) e outros. Instituto de Pesquisa Econômica Aplica e Fórum Brasileiro de Segurança Pública, 2018.

Link original

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.